3.12.15

O NOVO JEITO DE CONSUMIR MODA



Tem dias que eu acordo simplesmente para pensar “por que não tive essa ideia antes?”. Foi isso que aconteceu comigo quando li sobre a roupateca, uma ideia simplesmente genial, que une economia e moda de uma forma totalmente inovadora.
A House of Bubbles, inaugurada em novembro em São Paulo, funciona como um clube, você paga uma mensalidade e tem direito a pegar um certo  número de roupas por mês. Pago quanto? Bom, existem 3 opções. R$ 100 dá direito a uma peça mensal, R$ 200 dá direito a três e R$ 300 dá direito a seis peças mensais. A cada empréstimo tem validade de 10 dias, podendo ser renovado.


Como funciona o acervo? Ele é construído de forma colaborativa, ou seja, qualquer pessoa pode fornecer peças, desde que estejam em bom estado. Segundo as meninas, existem peças para os estilos, é um acervo bem democrático.
Realmente vale a pena? Essa resposta demorei obter, afinal R$ 100 não é um trocado que você encontra perdido por aí. E se você for parar para analisar, no final do ano você terá investido mais de R$ 1.000,00 para ter direito a 12 peças que nem suas são. Mas vamos supor o seguinte, você é uma pessoa que vive em eventos ou tem um emprego que precisa estar sempre com roupas diferentes, se você for comprar roupas para todos os eventos, com toda certeza vai acabar gastando muito mais, além de que terá peças entocadas no guarda roupa, sem uso algum. Nesse caso, vale sim muito a pena.

É legal para todos? Na minha opinião, não! É muito legal para quem realmente precisa de peças diferentes sempre. Lembrando que precisar não é o mesmo que querer, ok?

Para quem quer saber um pouquinho mais sobre isso, a Jojo do blog Um Ano Sem Zara fez uma entrevista com  a Dani Ribeiro e a Nathalia Roberto, idealizadoras do Bazar Entre Nós e curadoras da House of Bubbles.

É isso, o que acharam? Acham que vale a pena? Pagariam? Me contem tudo!!!
Beijos e até o próximo post! 

0 comentários:

Postar um comentário

 
voltar para o topo mufev © 2016 :: design + código gabi melo